2º Festival de Gastronomia Italiana: valorizar o roteiro Colônia Viva


Cultura

José Venâncio de Resende0

Ronildo e Filomena, no restaurante da Filó.

Apreciadores da comida italiana, marquem na sua agenda! No período de 12 a 15 de outubro, acontecerá em São João del-Rei o 2º Festival de Gastronomia Italiana Colônia Viva. O objetivo do evento é dar visibilidade ao “Roteiro de Agroturismo Colônia Viva”, criado em 2013. O primeiro festival foi realizado no feriado de 15 de novembro de 2015.

A idéia desse roteiro surgiu a partir de uma parceria entre a Associação Colônia Viva, a Prefeitura Municipal e o Sebrae, lembram Valéria Filomena Taroco, a Filó, e Joelma Carmen Taroco, respectivamente vice-presidente e diretora da associação. “Tradicionalmente, aconteciam todo ano, entre junho e outubro, almoços italianos promovidos pela comunidade do Giarola. Cada família era responsável por fazer um prato.”

Com a posse de Mariana Resende na Secretaria de Cultura e Turismo, a tradição dos almoços evoluiu para o roteiro de agroturismo. Foi então que associados da Colônia Viva visitaram Venda Nova do Imigrante, no Espírito Santo, e Gramado, Canela e Bento Gonçalves, no Rio Grande do Sul, onde participaram de curso de agroturismo e visitaram propriedades. “O pessoal viu a possibilidade de fazer a mesma coisa em São João del-Rei, usufruindo do que nós temos aqui”, dizem Filó e Joelma.

Em 15 de junho de 2014, foi inaugurado o Roteiro de Agroturismo Colônia Viva, em solenidade no Teatro Municipal, com a participação das comunidades da Colônia do Giarola, Felizardo e Recondengo. A decisão de trabalhar com agroturismo é uma forma de potencializar cada propriedade, explorando suas características - o cultivo de flores, o alambique da cachaça, a produção de mudas de hortigranjeiros, o pomar, o artesanato (bambu, sabonetes, bordados, confecções) e a agroindústria alimentícia (geleias, massas de macarrão, queijos, quitandas, sucos, mel etc.).

A ideia é que as pessoas – são-joanenses e turistas de qualquer parte – façam este roteiro, explicam Filó e Joelma. Estas visitas na maioria das vezes devem ser agendadas. As visitas podem incluir café da manhã e almoço, por exemplo.

Trata-se de um turismo de base comunitária, observa Ronildo Assis de Oliveira, produtor cultural e presidente do Instituto Vertentes. “A força do projeto está na união e na cooperativa.”

Ronildo idealizou o festival de gastronomia como uma festa para apresentar o Colônia Viva. É um evento que possibilita cada participante expor os seus produtos gratuitamente; estimula a presença de turistas que passam a ter conhecimento do roteiro; e promove vendas em maior escala e maior retorno de renda aos integrantes do projeto.

O primeiro festival foi patrocinado pelo Governo de Minas Gerais e realizado no galpão da igreja Nossa Senhora das Mercês. Já o segundo festival será patrocinado pela Codemig e vai ocorrer no aeroporto (áreas interna e gramada).

LINK RELACIONADO: 

Facebook: https://www.facebook.com/search/top/?q=roteiro%20agroturismo%20colonia%20viva

 

 

Deixe um comentário

Faça o login e deixe seu comentário