Atleta de Resende Costa participa do Brazil National Pro Jiu-Jitsu Championship


Esporte

Vanuza Resende0

O lutador de Jiu-Jitsu Otávio Ribeiro vem representando Resende Costa em importantes competições (Foto Divulgação)

Mais uma vez, o atleta resende-costense Otávio Ribeiro representou Resende Costa em um campeonato de Jiu-Jitsu. Nos dias 27 e 28 de janeiro, Otávio foi até a cidade de Guarapari (ES) disputar o Brazil National Pro Jiu-Jitsu Championship. A competição abriu o calendário das provas realizadas pela Federação Brasileira de Jiu-Jitsu (FBJJ) em 2018.

O atleta disse que a prova exigiu um alto nível de dificuldades: “Foi uma experiência muito boa, apesar das dificuldades. Eu tive que bater peso. Estava com 73 quilos e na pesagem eu precisei chegar aos 69. A tabela de peso era de 69 ou 78 quilos. Subir peso era muito difícil, por isso, eu preferi baixar, foi uma estratégia. O desafio começou antes da prova em si”.

Otávio ganhou duas lutas no início da competição, mas, acabou sendo eliminado nas quartas de final. Para ele, o ano de 2018 reserva novas oportunidades de disputar grandes campeonatos. “Apesar da rotina corrida, pretendo disputar pela primeira vez o Campeonato Brasileiro e pela segunda vez o Mundial”.

 

Iniciativa para divulgar o Jiu-Jitsu

Otávio foi o único atleta de Resende Costa a ir à competição. Segundo ele, como o nível de dificuldade é considerado alto, nem mesmo outros atletas da região disputaram o Brazil National Pro Jiu-Jitsu Championship. Para divulgar ainda mais o esporte, está no calendário esportivo de Resende Costa o I Torneio de Jiu-Jitsu, marcado para o dia 10 de junho. “Essa ideia de fazer o campeonato é para divulgar mais o esporte, porque o Jiu-Jitsu ainda é bem desconhecido”, revela Otávio.

Conforme informou Otávio, atualmente Resende Costa conta com aproximadamente cinco adultos participando de competições, mas no futuro esse número pode aumentar, pois, as crianças têm mostrado interesse em aprender Jiu-Jitsu. “Temos por volta de dez crianças que treinam Jiu-Jitsu na cidade. Com a visibilidade do campeonato, a gente espera que esse número aumente, tanto com atletas crianças quanto adultos”, planeja Otávio.

 

Desafios fora do tatame

Otávio encontra dificuldades para poder participar das competições, entre elas a escassez de recursos financeiros. “Conto com o apoio de alguns comerciantes e um pouco da ajuda do poder público, mas não é suficiente para pagar inscrição, deslocamento e estadia. Muitas vezes deixo de participar de alguns campeonatos por falta de condições financeiras”, explica o atleta.

Além das competições em outros estados, Otávio está sempre participando de campeonatos na região. Ele espera conseguir mais parceiros para continuar disputando e representando Resende Costa nas artes marciais. “Queria aproveitar a oportunidade para agradecer aos patrocinadores que já acreditam em mim e pedir para que outros comerciantes possam me ajudar. É muito difícil participar sozinho, as condições financeiras apertam mesmo. Quem puder me ajudar, eu fico grato”, conclui o lutador.

Deixe um comentário

Faça o login e deixe seu comentário