Ciclismo: modalidade já conquistou os resende-costenses


Esporte

Vanuza Resende0

fotoFátima Pinto se encantou pelo ciclismo e gosta de conhecer novos percursos em Resende Costa (Foto aquivo particular)

Nos últimos anos, dezenas de ciclistas resende-costenses estão pedalando por diversos cartões-postais de Resende Costa e outras cidades da região do Campos das Vertentes e de outros lugares do Estado de Minas Gerais. Na maioria da vezes não se trata de competição, mas somente lazer aliado à atividade física.

Criada em outubro de 2015, a equipe Biker´s RC vem crescendo a cada dia com a adesão de novos simpatizantes do ciclismo.  O servidor público Cléber Márcio Resende conta como surgiu o grupo: “Pelo que lembro, o Thiago da Matta foi o primeiro a começar a praticar. Assim que começaram a aparecer mais simpatizantes do Mountain Bike - MTB, vimos a necessidade de criar um grupo de WhatsApp para combinarmos nossos treinos. Foi aí que o Vander Souza criou o grupo com o nome de Biker´s RC, que cresceu vertiginosamente, chegando a aproximadamente 80 praticantes atualmente”.

O perfil do grupo é diversificado, dependendo do que o praticante deseja: se é apenas pedalar por passeio ou competir. Os membros do grupo pedalam em média três vezes por semana e um pedal durante os finais de semana. “Os percursos durante a semana geralmente atingem 20 a 30 km e os de finais de semana 40 a 50 Km, mas não é uma regra”, explica Cléber.

Além dos pedais em Resende Costa, os integrantes da equipe vão a outras cidades a fim de participar de trilhões - eventos não competitivos, geralmente beneficentes. Alguns ciclistas resende-costenses já estão participando de competições em diversas cidades do Estado de Minas Gerais, como Cléber Resende.

 

Agora é que são elas: Lagartixas Biker´s.

Criada em 2017 a partir da adesão das mulheres ao ciclismo, a Equipe Lagartixas Biker’s também não para de aumentar. “O grupo foi crescendo e hoje são 29 meninas. Algumas não moram em Resende Costa, mas sempre quando podem pedalam com a gente”, diz a servidora pública e integrante da equipe, Daniela Regina Resende.

Daniela é apaixonada pelo esporte e só se arrepende de uma coisa, não ter começado a pedalar antes. “Comecei a pedalar em outubro de 2016 incentivada pelo meu marido, Rodney. Ele já pedalava há um ano quando eu comprei a bike. Me arrependo de não ter comprado antes, pois hoje vejo que não foi um gasto e sim um investimento em minha saúde. Fiz novos amigos, conheci lugares maravilhosos e hoje tenho paixão pelo ciclismo”.

Nem sempre os trajetos são combinados com antecedência. Não importa o destino para aonde as ciclistas vão, o importante é ir, conforme explica Daniela: “os pedais acontecem durante toda a semana. Tudo depende da disponibilidade de cada uma. Temos um grupo no Whatsapp onde combinamos os pedais. Eu pedalo nos finais de semana porque trabalho o dia todo. O percurso geralmente é proposto por uma das Tixas ou decidimos quando nos encontramos”.

A empresária do setor do artesanato, Fatima Aparecida Pinto, faz parte do grupo desde o início. “O (surgimento do) grupo e o momento em que comecei a pedalar foram quase simultâneos. Um mês depois que comecei no ciclismo entrei no grupo do WhatsApp Equipedal, que mais tarde se tornou o Lagartixas Bikers”, lembra Fátima. Ela diz que o grupo está sempre em busca de novos trajetos. “As escolhas são aleatórias, mas sempre optando por rotas ainda não percorridas pelo grupo, para que possamos conhecer lugares diferentes em nossa região e em outras cidades”.

A quilometragem percorrida depende da disponibilidade de tempo para a prática do exercício, mas segue a mesma média da Equipe Biker´s RC, em torno de 20 a 40km, podendo chegar até 55km. O grupo Lagartixas Biker´s ainda não participa de competição. Daniela esclarece que o principal objetivo é o lazer e a atividade física. “Gostamos de sair para pedalar e nos divertir, ver paisagens bacanas, tirar fotos, darmos risadas e nos confraternizarmos na chegada de cada pedal”.

Além da diversão, o pedal é um grande aliado no cuidado com a saúde. “Para nós o ciclismo, além de ser um exercício para o corpo, também é ótimo para a mente. Além de proporcionar belas paisagens nos percurso percorridos, colabora para o surgimento de novas amizades”, destaca Fátima Pinto.

Daniela afirma que sentiu diferença em sua qualidade de vida depois que começou a praticar o ciclismo. “Pedalar concilia exercício físico e lazer. Acredito que isso faz a diferença e deixa esse esporte delicioso de praticar. Eu era totalmente sedentária, hoje por causa da bike tive que ir para a academia, pois estava perdendo muita massa magra e estava fazendo falta nas pedaladas”.

Quem quiser fazer parte da equipe Lagartixas Biker’s e Biker’s RC é só procurar as lojas de vendas de bike em Resende Costa ou os integrantes dos grupos.  “Quem gosta de pedalar e quer entrar para a nossa turma será um prazer. Pedale pouco ou muito. Pra longe ou pra perto. Mas pedale!”, incentiva Daniela Resende.

 

Fôlego, disposição e solidariedade no 1° Passeio Ciclístico das Lajes

As Lagartixas Biker´s organizaram o 1° Passeio Ciclístico das Lajes, no domingo 15 de abril. O evento reuniu 155 atletas de várias cidades da região do Campo das Vertentes. Segundo a organização, o objetivo do evento foi incentivar o ciclismo - modalidade esportiva que vem crescendo em Resende Costa. 

A advogada Ana Augusta Daher, uma das organizadoras do evento, falou sobre os percursos do passeio ciclístico: 35 e 50 quilômetros. “Os percursos iniciaram-se no Parque de Exposições, indo até a Fazenda da Laje e à estrada para o Ribeirão (povoado do Ribeirão de Santo Antônio). Contamos com trilhas e também estradões. O primeiro ponto de todos os ciclistas foi no povoado dos Pinto”.

Durante o trajeto os ciclistas contaram com equipe de apoio e infraestrutura para hidratação: água, frutas, barras de cereais etc. Na chegada ao Parque de Exposições, além do bar da APAE, os participantes curtiram o show do cantor Douglas Donare.

O passeio seguiu a roteirização de outros da região, não foi competitivo e teve caráter beneficente. A renda obtida através da taxa de inscrição, no valor de R$20,00, foi revertida para a APAE de Resende Costa, que recebeu o total de R$3,100,00 oriundos do evento.

Deixe um comentário

Faça o login e deixe seu comentário