Música, cultura e tradição

Resende Costa comemorou, no dia 2 de junho, 110 anos de emancipação política


Da redação


Da esq. para direita, Adilson Resende, José Rosário, Aurélio Suenes, Camilo Lélis e Dr. Luiz. Ex-prefeitos de Resende Costa homenageados (foto Cássio Almeida)

Entre os dias 1º e 5 de junho, uma extensa programação cívica e cultural marcou a celebração do aniversário de 110 anos de emancipação política do município de Resende Costa. No dia 2 de junho de 1912, o distrito da Lage de Tiradentes tornou-se autônomo política e administrativamente. Nascia naquele contexto o município de Resende Costa, hoje próspera cidade que vem se desenvolvendo, sobretudo através do comércio, e se tornando referência em turismo na microrregião do Campo das Vertentes.

“Para nós, resende-costenses, é sempre importante revisitarmos a nossa história e celebrarmos as conquistas que o nosso município alcançou ao longo de mais de um século de autonomia política e administrativa. Resende Costa se desenvolveu, especialmente, através do comércio. Temos o artesanato têxtil como nosso principal atrativo turístico, além de gerar renda, emprego e impulsionar a economia do município”, declarou André Eustáquio Melo de Oliveira, secretário municipal de Turismo, Artesanato e Cultura.

A programação, organizada pela Secretaria de Turismo, Artesanato e Cultura (SETAC), teve início na quarta-feira (01) e se encerrou no domingo (05).  A abertura das festividades aconteceu no Teatro Municipal, com o recital da pocket ópera “Benção do Addio”, de autoria do compositor e aluno do curso de Música da UFSJ, Matheus Lopes. O recital teve a participação de alunos do curso de Música da UFSJ, Lira Sanjoanense, além de músicos convidados e dos solistas Alisson Carvalho, Carmem Célia Gomes, Daniela Procópio, Italo Masi e Maria Cecília. A regência ficou a cargo do maestro e professor Modesto Fonseca. O público presente no Teatro Municipal se emocionou com a apresentação da ópera e pediu bis.

Abrindo as comemorações do Dia Maior, na quinta-feira, 2 de junho, feriado municipal, a Banda Santa Cecília, sob a regência do maestro Luiz Carlos Assunção Martins Júnior, realizou alvorada festiva, percorrendo algumas ruas do centro da cidade. Em seguida, na Prefeitura Municipal, foi realizada a cerimônia oficial de hasteamento das bandeiras, com a presença de autoridades municipais e execução do Hino Nacional e do Hino de Resende Costa pela Banda Santa Cecília. Às 7h30, foi iniciada a IV Caminhada Ecológica Passos de José em direção às ruínas da Fazenda dos Campos Gerais, onde, na capela de Nossa Senhora do Carmo, foi celebrada uma missa em ação de graças pelos 110 anos do município, presidida pelo administrador paroquial padre Plínio Almeida.

 

Medalha José de Resende Costa

A cerimônia oficial de entrega da medalha de honra ao mérito “José de Resende Costa” aconteceu, neste ano, no Salão Multiuso Lilia Lara, pertencente à Escola Municipal Conjurados Resende Costa. Foram indicados pelo Executivo Municipal para receber a medalha de Prata Honra ao Mérito “José de Resende Costa”os ex-prefeitos Camilo Lélis de Resende Chaves, Luiz Antônio Pinto, José Rosário Silva, Adilson Avelino de Resende e Aurélio Suenes de Resende. Os cinco ex-prefeitos, na ocasião, representaram todos os administradores municipais que trabalharam em prol de Resende Costa nesses 110 anos de história política e administrativa.

Além dos ex-chefes do Executivo, também foram agraciados cidadãos que trabalham pelo bem-estar da população resende-costense: Irmã Maria Auxiliadora de Resende, Rosália Maria Teixeira, Silvanda Maria de Resende, José Maurício da Silva e Paulo Ricardo de Resende, ambos indicados pelo Poder Legislativo.

Com a Medalha de Honra ao Mérito “José de Resende Costa”, categoria Bronze, foram agraciados servidores municipais do Executivo e do Legislativo: Eliete Mônica Barbosa (Auxiliar de Enfermagem), Eustáquio Peluzi Chaves, (Digitador), Gilcéia Coelho Andrade Rezende, (Telefonista), José Celso Rodrigues, (Motorista), Marcos Silva El-Corab, (Dentista), Mário Reis Filho, (Servente), Miguel Salomão Resende (Motorista), Regina Vieira Teixeira (Contínuo). Esses servidores foram homenageados por completarem 25 anos de serviço, sem qualquer nota desabonadora ou punição na sua vida funcional. O quinteto de cordas, composto por músicos da Orquestra Mater Dei, abrilhantou a cerimônia.

No fim de semana, dias 4 e 5 de junho, foram realizadas outras atividades culturais para celebrar os 110 anos de Resende Costa. No sábado, às 9h, na Biblioteca Municipal, aconteceu o “Café com História – 110 anos de Resende Costa” e, às 15h, no CAT (Centro de Atendimento ao Turista), houve o show acústico, com Jéssica Apolinário. No domingo, para encerrar com chave de ouro as comemorações do aniversário de Resende Costa, foi apresentada, no Mirante das Lajes, uma retreta com a banda Lira São Sebastião, do distrito de Jacarandira, regida pelo maestro Edinilson Santos.

Com muita música, cultura, história e homenagens a quem sempre trabalhou por uma Resende Costa melhor, os resende-costenses celebraram os 110 anos de emancipação política do nosso município. Para André Eustáquio, “é muito importante celebrar uma data histórica e poder também olhar para um horizonte que desvela prosperidade e qualidade de vida para a nossa população.”

Deixe um comentário

Faça o login e deixe seu comentário