Nova rodada de seminários regionais sobre plano integrado da bacia hidrográfica do rio Grande

Rio das Mortes é um dos afluentes do rio Grande, abastecendo 22 municípios das Vertentes.


Cidades

José Venâncio de Resende0

Rio das Mortes, um dos afluentes do rio Grande (fonte: Wikipedia).

As cidades mineiras de Lavras, Pouso Alegre e Passos serão sedes da segunda rodada de seminários regionais do Plano Integrado de Recursos Hídricos da bacia hidrográfica do rio Grande (PIRH bacia do rio Grande), prevista para o período de 24 a 26 de abril (ver agenda abaixo). Até agora, já aconteceram os encontros de Ribeirão Preto (SP) e de Uberaba (MG).

Durante os encontros, o Manual Operativo (MOP) será apresentado ao comitê da bacia hidrográfica do Rio Grande (CBH Grande), aos comitês das bacias dos afluentes – inclui a bacia do rio das Mortes responsável pelo abastecimento de 22 municípios das Vertentes - e à sociedade em geral. O manual é uma ferramenta criada, em conjunto, pelos técnicos que elaboraram o PIRH e pela Agência Nacional de Águas (ANA) para ser servir de apoio à implementação dos planos de recursos hídricos.

Além dos seminários regionais, o PIRH e o MOP serão apresentados na próxima reunião plenária do CBH Grande e em encontros de divulgação, nos próximos meses. Com isso, pretende-se dar ampla distribuição e acesso ao Plano e a seus instrumentos de apoio entre os atores institucionais e sociais direta e indiretamente interessados no assunto.

Manual

O MOP foi elaborado a partir da constatação de que os comitês e as agências de bacia se deparam com dúvidas sobre como proceder para colocar em prática as ações de um plano de bacia, assim que o documento é finalizado.

O MOP constitui um plano operacional que estabelece o roteiro básico para a implementação de um conjunto de 21 ações prioritárias propostas pelo PIRH bacia do rio Grande, durante os três primeiros anos do horizonte do Plano, ou seja, no curto prazo. O manual define os responsáveis, os procedimentos necessários, os pré-requisitos e os resultados intermediários e finais esperados de cada uma dessas ações.

O documento é constituído por fluxogramas que indicam os caminhos a serem seguidos para a operacionalização de determinada ação. E ainda permite o acompanhamento de seu desenvolvimento por meio de uma ferramenta auxiliar chamada de “curva de avanço”, que demonstra a evolução e o andamento da ação no período previsto, a partir de indicadores associados às metas propostas.

O Plano Integrado de Recursos Hídricos da bacia hidrográfica do rio Grande foi aprovado em 14 de novembro de 2017, em reunião plenária do CBH Grande. Mais informações sobre o PIRH bacia do rio Grande podem ser obtidas nos endereços eletrônicos https://www.cbhgrande.org.br/
e http://pirhgrande.ana.gov.br/

Informações fornecidas pela Assessoria de Imprensa do PIRH bacia do rio Grande

Agenda

Dia: 24.04.18
Horário: 13:30
Local: Passos (MG): AMEG - Associação Municipal do Médio Rio Grande, Rua Benedita da Silveira Maia, 144 (próximo ao Fórum).

Dia: 25.04.18
Horário: 13:30
Local: Lavras (MG): Anfiteatro 1 do Núcleo de Educação Continuada da UFLA, Rua Aquenta Sol.

Dia: 26.04.18
Horário: 13:30
Local: Pouso Alegre (MG): Auditório da FIEMG, Rua Adolfo Olinto, nº 316 Centro.

Dia: 03.05.18
Horário: 13:30
Local: São José do Rio Preto (SP): Auditório CETEMSA, Avenida Otávio Pinto César, 1400 – Cidade Nova.

Deixe um comentário

Faça o login e deixe seu comentário