Secretaria Municipal de Assistência Social cria programa “Família Acolhedora” em Resende Costa


Cidades

Camila Chaves0

foto

Acolhimento provisório de crianças e adolescentes que possuem seus direitos ameaçados ou violados e que necessitam de proteção. Esse é o objetivo do programa “Família Acolhedora”, criado em Resende Costa pela Secretaria Municipal de Assistência Social. O programa visa também a oferecer a essas crianças e adolescentes uma família que possa acolhê-los num ambiente familiar ou comunitário até que eles possam voltar para suas casas.

Podem participar famílias que tiverem interesse e estejam cadastradas no programa junto à assistência social e que cumpram os pré-requisitos: ser maior de 21 anos; residir em Resende Costa; ter disponibilidade de tempo para os cuidados que forem necessários; obter parecer psicossocial favorável. A inscrição é realizada na Secretaria Municipal de Assistência Social, sendo obrigatório portar os seguintes documentos: carteira de identidade; certidão de nascimento; comprovante de residência e certidão negativa de antecedentes criminais. Antes de receber a criança/adolescente, é necessário contato preparatório com a equipe técnica responsável pelo programa.

De acordo com informações da Secretaria de Assistência Social, caso não esteja dando certo ou a família não tenha mais interesse em continuar participando do projeto, é só procurar a Assistência Social.

As famílias podem escolher se desejam receber crianças pequenas ou somente adolescentes. No entanto, é importante lembrar que não se trata de um acolhimento permanente. “O tempo que a criança/adolescente permanecerá na família acolhedora será determinado pela Justiça, mas deve ser o mais breve possível, levando em consideração que a intenção é de que as crianças voltem para suas famílias de origem, ou, caso seja necessário, sejam encaminhadas às famílias substitutas que possuírem seu Cadastro Nacional de Adoção, em conformidade junto ao judiciário”, esclarece a Secretaria.

 

Cadastramento

Num primeiro momento, o programa, através de sua equipe técnica, irá cadastrar famílias que, além de demonstrar disponibilidade, apresentem documentação adequada. Posteriormente, passará à etapa de seleção e capacitação dessas famílias para que, em breve, possam estar aptas a receber crianças e/ou adolescentes.

A equipe técnica do programa “Família Acolhedora” é composta pelo coordenador, Secretário Municipal de Assistência Social, Marco Antônio Pereira Faro, pela psicóloga Amanda Cristina Barquette, pela assistente social, Alessandra Guse dos Santos.

“A família deve ser a primeira referência de afeto, proteção e cuidado. É onde as pessoas constroem seus primeiros vínculos afetivos, experimentam emoções, desenvolvem a autonomia, tomam decisões, exercem o cuidado mútuo e vivenciam conflitos. A família deve ser o ambiente mais seguro de uma criança e de um adolescente, no qual terá seus direitos garantidos e fortalecidos”, frisa a Secretaria Municipal de Assistência Social.

Se você tem interesse ou deseja tirar dúvidas sobre o programa, ou apenas conhecê-lo melhor, entre em contato com a Secretaria Municipal de Assistência Social: (32) 3354-2379 ou (32) 3354-2520. Falar com Alessandra Guse ou com Amanda Barquette. Acesse também o e-mail assistenciasocial@resendecosta.mg.gov.br

Deixe um comentário

Faça o login e deixe seu comentário