Queimada criminosa no bairro Pôr do Sol assusta população de Resende Costa


Cidades

Camila Chaves0

Área atingida por queimada no bairro Pôr do Sol (Foto Polícia Civil)

O inverno é caracterizado pelo clima seco e pelos fortes ventos que favorecem o surgimento e a proliferação de queimadas, especialmente nos meses de agosto e setembro. Triste reconhecer que muitas dessas queimadas são oriundas de ações criminosas de pessoas que agridem a natureza, colocando em risco a fauna, a flora e também pessoas que moram próximo aos locais atingidos.

O Jornal das Lajes entrou em contato com a 20ª Delegacia de Polícia Civil de Resende Costa para obter informações acerca de ocorrências registradas sobre casos de queimadas que ocorreram na região nos últimos meses. Em agosto e setembro, durante o auge do período da seca, foram registrados 10 casos de queimadas dentro do município de Resende Costa. De acordo com a Polícia Civil, três desses casos têm fortes indícios de terem sido queimadas criminosas. Em duas ocorrências, foram os próprios proprietários dos terrenos que colocaram fogo. “Eles perderam um pouco do controle, mas no final conseguiram apagar o fogo com sucesso”, informou a polícia.

 

Susto

Uma queimada, acontecida em setembro, causou enorme preocupação aos moradores do bairro Pôr do Sol, antiga entrada da cidade, localizada nas margens da estrada que dá acesso a Coronel Xavier Chaves. O proprietário do terreno atingido pelo fogo, que se espalhou rapidamente pela vegetação seca, não mora em Resende Costa e quem registrou a ocorrência foi o empregado da casa. O entorno do local onde ocorreu o incêndio possui diversas residências. A Polícia Civil e a perícia compareceram ao lugar e verificaram que foi, sim, um ato criminoso. “Teve uma grande extensão e queimou cerca de 4.000km². O fogo chegou até a rua, mas o Corpo de Bombeiros conseguiu apagar”, informou a Polícia Civil.

Por sorte, o fogo não atingiu as fiações da rede elétrica e também as casas localizadas próximas ao terreno. De acordo com os relatos, a queimada teve início próximo à estrada que dá acesso a Coronel Xavier Chaves e, com a força do vento, o fogo chegou rapidamente ao bairro Pôr do Sol.

 

Investigação

“Por ter tido indício criminoso, nós investigamos e, através de uma câmera de segurança que havia no próprio terreno, vimos toda a dinâmica de como (o fogo) começou”, relata a Polícia Civil. De acordo com a investigação, foi observado um veículo saindo de uma rua próxima ao local, passando pela estrada que liga a saída para Coronel Xavier Chaves ao bairro Nossa Senhora Aparecida. Segundo os investigadores, o veículo permaneceu no bairro por volta de 10 minutos. “Quando retornou, o veículo parou no local e o fogo começou. Assim que começou, os indivíduos voltaram ao carro e retornaram ao local em que estavam desde o início”, detalha a polícia. “Não conseguimos identificar o veículo, pois já estava de noite. Foi identificado somente que possuía uma traseira um pouco mais comprida e tinha a cor prata.”  

Ainda de acordo com a investigação da Polícia Civil, o fato de o carro suspeito ter entrado na rua e não ter continuado a trafegar por ela deu a entender que provavelmente as pessoas que estavam no veículo residem ou possuem contato com alguma residência da rua próxima ao local do incêndio.

Os investigadores da Polícia Civil foram até o local com o objetivo de procurar pistas acerca do veículo que aparece nas imagens da câmera de segurança. Foi então que chegaram aos dois autores suspeitos de terem provocado o incêndio. Um deles, maior de idade; o outro possui 17 anos. Segundo a Polícia Civil, quem colocou fogo no terreno foi o adolescente menor, de 17 anos, enquanto o outro dirigia o veículo flagrado pela câmera de segurança. “Tudo indica que tenha sido algo muito casual, como se fosse uma brincadeira. Quando eles viram a proporção tomada, foram embora”, conclui a Polícia Civil.

Foi instaurado um inquérito policial na Delegacia de Polícia Civil de Resende Costa e os dois suspeitos responderão, perante a lei, por essa ação criminosa.

Deixe um comentário

Faça o login e deixe seu comentário