Voltar a todos os posts

Santuário de Las Lajas

17 de Outubro de 2018, por Rosalvo

Santuario de las Lajas, Colômbia (Foto divulgação)

Desta vez, o nosso Jornal das Lajes vai voar bem longe de Resende Costa. Vamos conhecer, na nossa irmã Colômbia, o Santuário de Nuestra Señora de Las Lajas. Seriam irmãs, quem sabe? Temos também por aqui a Nossa Senhora da Penha de França.

Penha... grande massa de rocha isolada e saliente, penhasco, penedo, rocha, grande massa, fraga...

Por sua vez, os colombianos incluem “del Rosario”: “Santuario de Nuestra Señora del Rosario de las Lajas”. Ainda: Santuário Basílica Menor de Nuestra Señora del Rosario de las Lajas.

Aqui no Brasil, além de Resende Costa, temos templos em homenagem a Nossa Senhora da Penha. Na Colômbia, o santuário está localizado no cânion do rio Guaitara, no Departamento de Nariño, na Aldeia de Las Lajas, município de Ipiales, no sul da Colômbia e a 10 km do Equador.

Ainda no país colombiano, o franciscano Frei Juan de Santa Gertrudes, na sua crônica de viagem entre 1756-1762, ao sul do Reino de Nova Granada, relata a existência do Santuário de Las Lajas. Curiosamente, também ao mesmo tempo, surge no Arraial da Laje, a atual Resende Costa, a construção da igreja da Senhora da Penha, 7 anos antes (1749).

Posteriormente, o Monsenhor Justino Mejia y Mejia, capelão do santuário colombiano entre 1944 a 1977e historiador nos cita a história aceita atualmente e conta como, por volta de 1754, a imagem da Virgem do Rosário foi descoberta por uma índia chamada María Mueses e Rosa, sua pequena filha, quando se dirigiam de Ipiales para sua casa em Potosi. Ao se verem surpreendidas por uma grande tempestade, María e sua filha buscaram refúgio na beira da estrada entre as cavidades formadas pelas pedras planas e imensas lajes naturais que caracterizam essa zona do cânion. Para surpresa, a criança que até aquele momento era considerada surda-muda, chamou sua atenção...falando: “Mamãe, a mestiça me chama...”, mostrando a pintura certamente iluminada de forma sugestiva pelos relâmpagos. Depois que as autoridades e os habitantes da região comprovaram a veracidade dos fatos, que foram classificados como prodígio pelas autoridades eclesiásticas em 15 de setembro de 1754, o lugar foi convertido em uma referência para toda a comarca, incluindo o norte do Equador.

No mesmo da aparição, alguns anos tarde, foi realizada a primeira missa e se iniciou a construção de uma capela de palha. Desde então, houve três construções correspondentes a diferentes épocas. Em maio de 1794, começa a ser construído o primeiro templo à base de cimento e tijolo, sob a supervisão do então pároco de Ipiales, Eusébio Mejia y Narrarro. Em 1862, o sacerdote José Maria Burbano inaugurou uma capela maior e em agosto de 1899, o Frei Ezequiel Moreno Diaz, Bispo de Pasto, manifestou sua aspiração de construir um templo de tamanho ideal para abrigar melhor ainda a população. E nasceu o belo Santuário de Las Lajas!

Agradecemos ao nosso amigo colombiano Esteban del Hierro pela gentileza de trazer ao Jornal das Lajes a oportunidade desse rico diálogo entre Resende Costa e o maravilhoso rincão colombiano. O jovem Esteban é engenheiro dedicado a trabalhos aeronáuticos e há 5 anos vem trabalhando entre a Colômbia e o Brasil (em Belo Horizonte). Quem sabe, algum um dia, possamos conhecer in loco o Santuário de Nuestra Señora de Las Lajas e também receber nossos queridos vizinhos da Colômbia na matriz da nossa Senhora da Penha de França?

Deixe um comentário

Faça o login e deixe seu comentário